13 de out de 2010

Conceito das Cabírias


(texto não finalizado)

Noites de Cabíria é um clássico filme de Frederico Fellini, rodado em Roma no ano de 1957.



O roteiro é sobre uma prostituta dos anos 50, chamada Cabíria, interpretado por Giulietta Masina, é uma ingênua rotmântica que acredita na bondade e honestidade das pessoas, específicamente masculina.


Ela se envolve com dois personagens que aparentavam amá-la. Em definitivo é uma das criaturas mais dramáticas, dignas de soliedariedade não por ela somente, mas por nós mesmas, pelas semelhanças dos galucomas emocionais que sofremos.

O sentido prático de termos escolhido este personagem, não é apenas pelos frequentes desapontamentos e desiluisões amorosas. É por perceber que o ser humano está em constante posição de prosituição. Especialmente quando nos encontramos de quatro por alguém.

pros.ti.tu.i.ção

sf (lat prostitutione) 1 Ato ou efeito de prostituir ou de prostituir-se. 2 Vida de devassidão, de impudicícia; . 3 O conjunto das prostitutas. 4 Profanação. 5 Dir Modo habitual de vida da mulher que se entrega à prática, retribuída, do trato sexual.


pu.di.cí.cia

sf (lat pudicitia) 1 Qualidade de pudico; pureza do corpo e da alma;


(espaço para imagem)


É nesse ponto principal que me apego: Enobrecer a Pureza do Corpo e da Alma. Das diversas vezes que não se segura o desejo pelo outro corpo e que nesse sentido a alma se polui. Pelo fato da crença de 'amar' dar-se ao direito de prática do sexo, sem certificar-se de que se é amada. E depois dar-se ao direito de sofrer pelo ato, pela causa. E cobrar a autoria da nossa responsabilidade. (neste caso excluo a parte do outro e do seu poder de convencimento).

Claro que o filme não é tão simples quanto meu ponto de referência, o roteiro descreve a realidade e fantasia de um personagem clown, pierrot, que é capaz de viver com beleza e certa infantilidade, após suas desgraças... e vai além, mas não estou desossando o filme e sim apenas um blog que fala sobre ações referente ao amor que descardeia em demais ações.

*este texto é curto e sem delongas, apenas para esclarecer que a prosituição é além corpo pelo dinheiro ou vice versa e que a alma se prostitui pelos diversos interesses que se tem e na qual nos flagramos.


-próximo post: eu te amo, enter...